Guia do Freela

3 plataformas online para trabalhar como freelancer

Quer descobrir como ganhar dinheiro pela internet?
Baixe agora o E-book 100% Gratuito que revela 03 passos fáceis e comprovados para começar a vender como afiliado

Índice

Posts Populares
Quer começar sua carreira Freelance?

Clique no botão abaixo e receba um checklist com o passo a passo para iniciar!

Uma das dúvidas mais frequentes das pessoas interessadas em trabalhar por conta própria é: onde conseguir trabalhos freelancer? Para esclarecer essa questão, selecionei 3 plataformas online para trabalhar como freelancer, sendo que a última é a que eu mais utilizo. 😊

Esse post é baseado em um vídeo que fiz para meu canal no YouTube. Se você prefere esse formato, pode dar o play logo abaixo, se não, é só seguir a leitura do post!

Vamos lá?

1. Get Ninjas

O Get Ninjas é uma plataforma freelancer brasileira que pode ser acessada pelo computador ou pelo aplicativo.

Um dos diferenciais do Get Ninjas é a quantidade de categorias de trabalho que podem ser encontrados por lá, itens que vão de serviços domésticos, passando por área da saúde, automobilismo, até criação e desenvolvimento.

alt= "Plataformas para trabalhar como freelancer: Get Ninjas"

Funciona assim: você baixa o aplicativo do Get Ninjas, cria o seu perfil de freelancer selecionando a categoria que você atende e espera pelas oportunidades de trabalho.

Quando um cliente busca um profissional no Get Ninjas, ele precisa preencher um questionário com o tipo de serviço, prazo de entrega, entre outros detalhes. Nesse momento, o sistema do Get Ninjas vai mandar uma notificação para todos os freelas que são compatíveis com o pedido do cliente.

Porém, o freelancer só consegue saber parte do projeto divulgado. Para conseguir ver toda a descrição do trabalho e obter o contato do cliente é preciso utilizar suas moedas de pagamento do próprio Get Ninjas. 💰

alt= "Tela do aplicativo Get Ninjas"
Imagem: Get Ninjas

Importante: o Get Ninjas limita o número de freelas que tem acesso ao contato do contratante. Por isso, os três primeiros profissionais que pagarem pela descrição completa é que tem o direito de fazer uma proposta. Não tem como entrar em contato com o cliente sem as moedinhas.

E quanto custa para falar com um cliente? Isso varia. Cada moeda do Get Ninjas equivale a R$ 0,15 (*valor atualizado de 12/2020), entretanto, cada vaga tem uma quantidade diferente de moedas.

Lembre-se que não é porque você se candidatou para a vaga que será escolhido. Como existem outros freelancers concorrendo, você pode gastar suas moedinhas em uma oportunidade e acabar não sendo escolhido.

👍 Pontos positivos:

  • Interface simples de usar
  • Totalmente traduzido para o português
  • Várias categorias de trabalho

👎 Pontos negativos:

  • É preciso ser rápido para não perder uma oportunidade
  • Os planos são caros para quem está começando

2. Workana

Outro site onde conseguir trabalhos freelancer é o Workana, plataforma que sou cadastrada já há algum tempo, mas foi só com a gravação do vídeo que eu parei para analisar todos os detalhes do seu funcionamento.

alt= "Página inicial do site Workana"

O primeiro passo é fazer o cadastro no Workana. Nesse início, você será colocado na categoria Iron, que não tem custo para o freelancer.

Cada categoria dá direito a uma quantidade de conexões, que são quantas ofertas de trabalho você pode fazer por semana. Na categoria Iron, são duas conexões por semana (*valor atualizado em 12/2020).

Para ter mais conexões, o freelancer precisa aumentar de nível à medida que conquista projetos e é bem avaliado pelos clientes, ou ao pagar por um plano mensal do Workana (existem diferentes opções, vantagens e valores).

No Workana, quando o cliente divulga a vaga para um serviço, ele precisa identificar qual o valor máximo que está disposto a gastar, mas é o freelancer que estabelece quanto gostaria de ganhar pelo projeto.

alt= "Plataformas para trabalhar como freelancer: Workana. Página de candidatura Workana"
Neste exemplo, o cliente identificou que gostaria de pagar menos de R$270.

Por essa característica, a dica é se candidatar somente para vagas que estão dentro do que você gostaria de ganhar. Afinal, dificilmente um cliente que estabeleceu o orçamento máximo de R$ 270 vai se dispor a pagar R$ 400. 💸

O Workana também tem uma boa variedade de categorias de trabalho. Freelancers de marketing, análise de dados, tradução, redação, locução, desenvolvimento de sites, sistemas, entre outros, encontram opções de projetos.

👍 Pontos positivos:

  • Interface simples de usar
  • Totalmente traduzido para o português

👎 Ponto negativo:

  • São muitas as etapas para começar a trabalhar (preencher muitas coisas, fazer testes, etc)

3. Upwork

A terceira plataforma onde conseguir trabalhos freelancer é o Upwork. Esse é o site que eu mais utilizo para meus freelas, por isso, tenho propriedade para falar sobre ele. 😅

alt= "Página inicial da plataforma para trabalhar como freelancer Upwork"

É importante saber que o Upwork é uma plataforma internacional. Isso significa que tudo nele é em inglês. Não tem como mudar a tradução para o português e o site não dá sinais de que pretende ter esse recurso em breve.

Por ser internacional, o Upwork tem clientes de todo o mundo, fazendo com que o freelancer precise ter algum domínio do inglês para conseguir se comunicar e enviar propostas.

Existem, sim, vagas de empresas brasileiras no Upwork, mas a quantidade é bem pequena. Ou seja, o inglês é fundamental por aqui.

O Upwork funciona da seguinte maneira: você faz o seu cadastro na plataforma e pode optar pelo plano Basic ou assinar um plano mensal. A diferença entre os planos está na quantidade de conexões que você tem por mês, que são as “moedas” para enviar propostas.

O plano Basic é gratuito, mas a quantidade de conexões é bem limitada, algo em torno de 14 conexões por mês.

Nos planos mensais, você vai receber uma quantidade de conexões proporcionais ao valor cobrado. No meu caso, como assinante do Upwork, eu pago cerca de US$ 14,99 por mês para ter 70 conexões (que são cumulativas).

Cada vaga tem um número de conexões diferente. Tem projeto que você vai precisar de 6 conexões para se candidatar, outros que precisam de 2, como no exemplo abaixo.

alt= "Plataformas para trabalhar como freelancer: Upwork. Página de candidatura Upwork"

Em alguns casos, se você se candidatar em uma vaga e não for escolhido, a plataforma devolve as conexões utilizadas para sua conta. Não sei dizer qual o critério do Upwork, já que isso acontece só as vezes.

De categorias que existem no Upwork, você pode encontrar trabalho freelancer com desenvolvimento, design, redação, marketing, atendimento ao cliente, análise de dados, direito, arquitetura, entre outros.

👍 Pontos positivos:

  • Você vai ganhar em Dólar pelos projetos
  • Se o cliente gostar do que você fez, há uma alta probabilidade de ele voltar a fazer serviços com você

👎 Ponto negativo:

  • A plataforma é totalmente em inglês

A taxa de operação de todas as plataformas para trabalhar como freelancer

Uma informação importante sobre todas essas três plataformas é que elas contam com uma taxa de operação.

Isso acontece em qualquer site que você escolher e é um valor que a empresa retém de cada projeto que você fechar.

Ou seja, sempre que você conseguir um projeto em um desses sites, uma porcentagem do valor fica retida pela plataforma por você ter usado os serviços dela, mesmo que você pague um plano com mensalidade.

Além das plataformas para trabalhar como freelancer: outras formas de obter renda extra

Agora, se o seu interesse por freela é para obter uma renda extra, existem outros métodos interessantes que você também pode ganhar um dinheirinho à mais no final do mês, além das plataformas para trabalhar como freelancer.

Uma delas é com a criação de produtos digitais. Produtos digitais são itens que são comercializados, mas não necessariamente contam com uma versão física.

Alguns exemplos são: ebooks, cursos, consultorias, enfim. Existem várias plataformas em que é possível disponibilizar esse tipo de material, sendo a Hotmart uma das mais conhecidas.

Eu fiz um produto digital no começo de 2020, que é um ebook guia de viagem para o Ushuaia. Para disponibilizá-lo, utilizei o Hotmart (você pode conferir neste link do Guia Completo do Ushuaia ou clicando na imagem abaixo).

alt= "propaganda de ebook guia de viagem para o Ushuaia"

Além disso, você pode se tornar um afiliado digital dos mais diversos produtos. O afiliado digital recebe uma porcentagem de comissão pelas vendas que realiza em uma plataforma.

O Hotmart também tem programa de afiliado digital, assim como lojas online como a Magazine Luiza. Indico o blog Centro de Afiliados para quem busca mais informações sobre o tema.

Então é isso! Espero que esse post tenha sido útil pra você e que você dê uma oportunidade para um (ou mais) das plataformas para trabalhar como freelancer 😊

Aproveita para conferir o último post aqui do blog e me acompanhar nas redes sociais:

Canal no YouTube: /BrunaMarzarotto

Instagram: /bmarzarotto

Linkedin: /brunamarzarotto

Obrigada e até a próxima!

Leia também: 3 dicas para ser um freelancer mais produtivo

Quer descobrir como ganhar dinheiro pela internet?
Baixe agora o E-book 100% Gratuito que revela 03 passos fáceis e comprovados para começar a vender como afiliado
Bruna Marzarotto
Bruna Marzarotto
Designer e redatora freelancer, apaixonada por viajar. Compartilho as delícias (e umas poucas dores) de trabalhar como freelancer e o que você pode fazer para ter esse estilo de vida.
Posts Relacionados
Homem com semblante preocupado enquanto olha para a tela do notebook. Com uma mão ele segura o mouse, e com a outra apoia a cabeça. Ele está sentado em uma cadeira, em frente a uma mesa. Ao fundo, uma sala de estar.
Carreira freela
Não consigo freelas, e agora?

Você preparou seu portfólio, se cadastrou em sites freelancers e, ainda assim, está dizendo “não consigo freelas”? Calma, tem solução!

11 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *