Guia do Freela

Consiga trabalhos freela com Linkedin

Quer descobrir como ganhar dinheiro pela internet?
Baixe agora o E-book 100% Gratuito que revela 03 passos fáceis e comprovados para começar a vender como afiliado

Índice

Posts Populares
Quer começar sua carreira Freelance?

Clique no botão abaixo e receba um checklist com o passo a passo para iniciar!

O Linkedin é uma rede social profissional. Porém, muitos autônomos não possuem uma página no site por pensarem que não vão conseguir trabalhos freela com Linkedin. E este é um grande engano!

A verdade é que, neste ambiente virtual, você pode visualizar oportunidades variadas, incluindo projetos freela. 🤩

Para entender mais sobre o assunto e te dar algumas dicas para potencializar os resultados com a sua conta, você pode assistir ao vídeo abaixo! 👇 Ou, se preferir, continue a leitura deste artigo!

O Linkedin para os freelas

Imagine a situação: um potencial cliente encontrou o seu trabalho no Linkedin, sem que você tenha sequer procurado por vagas no site. Parece mentira, né?

Mas a verdade é que, enquanto muita gente vê o Linkedin como uma rede social somente para vagas CLT, existem diversas oportunidades de negócios freela circulando todos os dias nessas páginas.

E assim como é possível encontrar trabalhos freela no Instagram, você também pode contar com o Linkedin como uma ferramenta útil para localizar projetos.

Mas antes de mais nada, vamos começar pelo básico: você tem uma conta no Linkedin? 🤔

Montando o seu perfil

Quando falamos de Linkedin, não é difícil encontrar pessoas que não possuem uma conta no site. E por mais que você não precise fazer um perfil em todas as redes sociais que existem, o Linkedin pode ser bem interessante para a sua carreira.

Se você não tem uma conta no site, você precisa criar uma. A partir daí, é preciso dar uma atenção especial para preencher as informações solicitadas.

Complete o máximo de espaços disponíveis, informe suas experiências prévias, faça um pequeno resumo de apresentação sobre você.

Lembre-se também de colocar uma imagem no seu perfil, e se você quiser, coloque uma imagem na capa do perfil. Na verdade, quem trabalha com projetos visuais deve aproveitar esse espaço de capa para já apresentar algumas de suas criações.

Além disso, outro ponto importante é identificar o que você faz, qual é o seu trabalho. Se você trabalha com redação, no seu perfil você pode se descrever como: “Redator Freelancer”. Porém, se você quiser, pode ser ainda mais específico, como “Redator especializado em SEO”.

Quanto à experiência como freelancer, uma boa ideia é denominar esse trabalho como “Self-employed” ou “autônomo”. Isso indica que você é freela para toda a comunidade do site.

Criou a sua conta? Estruturou tudo direitinho? Então, agora você pode procurar por vagas freela com Linkedin! 🤗

Primeiro, o espaço de vagas do Linkedin

Você pode encontrar projetos freela com Linkedin de 3 maneiras diferentes. A primeira é por meio da ferramenta de pesquisa de vagas, que já apareceu aqui no Guia do Freela!

Essa ferramenta permite que você busque por oportunidades profissionais, filtrando diferentes aspectos das vafas. Nesse sentido, você pode colocar o nome da área que você trabalha ou do projeto que você faz, seguido da palavra “Freelancer”.

Além disso, você também pode selecionar o filtro de “Trabalho Remoto”, porque muitas vezes ele traz oportunidades de projetos que não exigem um vínculo diário ou presencial.

Pesquisa de vagas freela com Linkedin

Nesse espaço de vagas, quando você encontrar algo do seu interesse, pode se candidatar pelo próprio Linkedin. Por isso mesmo, ter um perfil completo desde o começo é essencial e vai tornar sua vida muito mais prática.

Rede de contatos

A segunda forma de encontrar projetos freela com Linkedin é construindo uma boa rede de contatos. Isso porque, muitas pessoas publicam vagas na timeline diariamente, vagas que não aparecem no espaço reservado para isso do Linkedin.

Isso acontece porque, enquanto é preciso que as empresas paguem para aparecer no espaço de Vagas, o feed do Linkedin é liberado gratuitamente para todos! 💸

Nesse sentido, quando você tem uma boa rede de contatos, com profissionais da mesma área que você ou mesmo com pessoas que podem ser seus potenciais clientes, você consegue encontrar publicações de projetos para se candidatar.

Exemplo de vaga no feed Linkedin

Mas como construir uma boa rede de contatos?

Provavelmente, você vai começar sua experiência no site adicionando os seus amigos que já possuem uma conta no Linkedin.

Então, a sua timeline vai começar a apresentar posts que esses amigos curtiram, que são de pessoas que, se você entender que podem ser úteis para você, você pode adicionar ou seguir.

Você também pode pesquisar e seguir empresas que você admira. Quando essa página fizer publicações, você pode ver os comentários ou as curtidas para encontrar outras pessoas para se conectar.

De fato, os usuários do Linkedin têm como comportamento “padrão” não exigirem o conhecimento prévio (pessoalmente ou não) para adicionar alguém. Isso facilita todo o processo de construção de rede de contatos. 🤗

Publicações no seu feed

Por fim, a terceira forma para encontrar trabalho nessa rede social é apenas existindo e “alimentando” a sua conta com alguma frequência! 😉

Basicamente, ainda que esse seja um site profissional, o Linkedin não deixa de ser uma rede social. E, como uma rede social, a plataforma espera pela participação do usuário!

Por isso, é muito importante que você tente “alimentar” a sua conta do Linkedin de tempos em tempos. Nesse sentido, uma frequência quinzenal, semanal ou mensal de publicações é sempre interessante.

Tenha em mente que essas publicações vão aparecer na timeline dos seus contatos, que podem curtir e interagir. Quando esses contatos interagem, os amigos deles acabam vendo a movimentação, o que pode levar o seu trabalho ainda mais longe.

Publicação Linkedin

Então, uma coisa acontece: muitas vezes, vendo essas publicações, potenciais clientes que estão em busca de profissionais como você vão te encontrar! 🤗

Mas o que você pode publicar?

Cada pessoa vai publicar coisas de acordo com a sua área de atuação. Um redator pode dar dicas sobre gramática enquanto demonstra seu estilo de redação nos posts.

Nesse sentido, os designers devem apresentar projetos concluídos, com uma pequena explicação sobre o desafio e a solução encontrada. O mesmo vale para áreas de programação ou de marketing.

Entretanto, funções que não possuem algo “visual” para mostrar podem fazer publicações dos resultados. Por exemplo, um gestor de tráfego pago pode explicar como uma alteração em uma configuração fez com que o custo por lead baixasse.

Além disso, você sempre pode usar o seu Linkedin para trazer discussões importantes para o seu mercado. Nada impede que você republique algo de um outro usuário, dando a sua opinião sobre o tema. Ou, traga algum assunto sensível sobre sua área profissional, aplicando o seu ponto de vista.

O Linkedin também é ótimo para falar sobre suas conquistas, suas experiências profissionais. Você pode usar esse espaço para comemorar algo bom que aconteceu, como a aprovação de um projeto ou ter sido selecionado em algum tipo de concurso.

De fato, existem várias ideias para você fazer publicações e garantir uma certa interação na sua página do Linkedin!

Mas será que vale a pena tentar freela com Linkedin?

Conseguir trabalho freela com Linkedin vai exigir um certo esforço da sua parte. Então, é nesse momento pode surgir a famosa dúvida: será que vale a pena fazer todo esse esforço? 😪

A resposta é simples: não fazer nada, não ter sequer uma conta no Linkedin, está valendo a pena de qualquer forma? Está te trazendo resultados ou projetos?

Nesse sentido, produzir algo para o Linkedin pode te deixar muito mais perto de potenciais clientes do que ficar sem usar essa rede social.

É claro que exige tempo e dedicação. Mas você também vai precisar de tempo e de dedicação para conseguir projetos freela em qualquer outra plataforma. Então, porque não testar no Linkedin?

Se tudo der “errado”, você terá treinado redação, descoberto novas pessoas, aprendido coisas diferentes, enfim. Vários bons motivos para tentar! 😊

Vem me acompanhar nas redes sociais:

Canal no YouTube: /BrunaMarzarotto

Instagram: /guiadofreela_

Linkedin: /brunamarzarotto

Obrigada e até a próxima!

Leia também: Sites freela para brasileiros

Quer descobrir como ganhar dinheiro pela internet?
Baixe agora o E-book 100% Gratuito que revela 03 passos fáceis e comprovados para começar a vender como afiliado
Bruna Marzarotto
Bruna Marzarotto
Designer e redatora freelancer, apaixonada por viajar. Compartilho as delícias (e umas poucas dores) de trabalhar como freelancer e o que você pode fazer para ter esse estilo de vida.
Posts Relacionados
Homem com semblante preocupado enquanto olha para a tela do notebook. Com uma mão ele segura o mouse, e com a outra apoia a cabeça. Ele está sentado em uma cadeira, em frente a uma mesa. Ao fundo, uma sala de estar.
Carreira freela
Não consigo freelas, e agora?

Você preparou seu portfólio, se cadastrou em sites freelancers e, ainda assim, está dizendo “não consigo freelas”? Calma, tem solução!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *