Guia do Freela

Outras 3 formas de conseguir seu primeiro freela

Quer descobrir como ganhar dinheiro pela internet?
Baixe agora o E-book 100% Gratuito que revela 03 passos fáceis e comprovados para começar a vender como afiliado

Índice

Posts Populares
Quer começar sua carreira Freelance?

Clique no botão abaixo e receba um checklist com o passo a passo para iniciar!

Quem começa a trabalhar por conta própria, geralmente encontra uma dificuldade logo de cara: encontrar o primeiro freela.

E por mais que isso pareça desafiador, saiba que existem alguns caminhos que você pode seguir para encontrar um primeiro freela – e a partir desse projetyo inicial, encontrar muitos outros 🤗.

Esse tema já apareceu aqui no Guia do Freela antes, em um post sobre conseguir trabalhar como freelancer. Nesse artigo, famos sobre buscar vagas em sites freelas, em grupos do Facebook e divulgando seu trabalho entre as pessoas que você conhece.

Mas, além dessas 3 formas, eu resolvi trazer mais 3 possibilidades para você testar. Assim, você aumenta ainda mais as chances de conseguir um projeto freela! 😉

E, como sempre, se você preferir acompanhar todo esse conteúdo com um vídeo, é só dar o play abaixo!

1. O LinkedIn

Uma primeira ferramenta que você pode utilizar para buscar vagas freela é o LinkedIn.

Sim, o próprio LinkedIn.

Muita gente tem uma visão de que o LinkedIn é só para trabalhos formais, no formato CLT. Mas a verdade é que existem várias oportunidades de projetos freela também.

Mas como você vai usar o Linkedin para buscar trabalho? 🤔

Para começar, reserve um tempinho para fazer um bom perfil. Preencha esse perfil com atenção, coloque uma foto que mostre o seu profissionalismo, insira informações sobre o que você faz, cursos, especializações, etc.

Você pode colocar suas experiências anteriores de trabalho, caso já tenha sido registrado anteriormente. E como atual, você pode colocar que atua como Self-employed.

Página do LinkedIn - self employed
Exemplo do meu próprio LinkedIn, como Self-employed.

Só de ter um perfil bem feito, os hunters (ou olheiros) das empresas podem te encontrar ao pesquisar por profissionais. Porém, você também pode pesquisar vagas, incluindo vagas freela.

Para isso, é só acessar a área VAGAS do LinkedIn, e digitar no campo de busca freelancer. Você pode filtrar por presencial ou remoto, além de usar outros filtros do próprio LinkedIn.

Conseguir primeiro freela no LinkedIn Vagas
Pesquisa de vagas do LinkedIn

Se você se interessar pela vaga, consegue se candidatar pela plataforma, enviando o seu perfil – por isso é importante ter ele bem completinho.

É claro que, além de ter um perfil completo, é bom publicar algum material de tempos em tempos. Você pode usar o LinkedIn como um portfólio, para mostrar seu trabalho, o que também pode ajudar a chamar a atenção dos clientes.

Vale a pena dar uma chance para essa plataforma!

E um lembrete rápido: no meu Linkedin e Instagram eu trago outras dicas sobre trabalho freela 😬.

2. Falar com potenciais clientes

Se você já tem em mente qual serviço quer oferecer como freelancer, provavelmente sabe como são ou quem são os seus potenciais clientes.

Por exemplo, se você é gestor de tráfego pago, sabe que seus potenciais clientes podem ser pessoas que lançam cursos online na internet. Se você é designer, sabe que uma padaria da sua cidade pode precisar dos seus serviços para um cardápio impresso.

A partir do momento que você identifica potenciais clientes, consegue criar um “filtro” e desenvolver um discurso de vendas bem focado para aquela pessoa.

E aqui, não tem nada de muito misterioso. Você consegue identificar esses clientes pelas redes sociais, ao caminhar pela sua cidade, ao acompanhar um anúncio, enfim.

Quando você reconhece que aquela pessoa ou negócio pode ser interessante para você, precisa ter uma mensagem parcialmente criada para enviar.

Uma dica é sempre trazer algum ponto da mensagem personalizado. Por exemplo, “eu vi que você ainda não tem um site, e eu sou designer especializado em páginas online”. Assim, você mostra que identificou algo e melhorar e se coloca como a pessoa para ajudar nisso.

Na hora de buscar seu primeiro freela, você não deve ter vergonha de enviar uma mensagem, seja por e-mail ou nas redes sociais.

Aqui, vale aquela velha frase: o não você já tem 😅. Se você receber o “não” de um cliente e sentir vergonha disso, lembre-se que esse cliente tem outras várias coisas para fazer. E, por isso mesmo, amanhã ele não vai mais lembrar dessa conversa.

Agora, se você não definiu um serviço freela ainda, assista a um vídeo falando sobre nichos freelancer para quem ainda não se decidiu sobre um ramo de atuação.

3. Busque por vagas de trabalho para autônomos

Essa dica é bem parecida com a primeira, mas aqui vamos além do linkedin.

Muitas vezes, a forma como você busca por vagas freela pode não ser a ideal. Nesse sentido, a proposta é que ao invés de procurar por projetos freelancer, você busque por vagas de trabalho para autônomos, especialmente para MEIs.

Com algumas mudanças na lei trabalhista, que aconteceram já há alguns anos, muitas empresas oferecem vagas para quem tem CNPJ. O motivo é simples: contratar alguém como prestador de serviço é muito mais barato do que registrar em carteira 💸.

Acontece que muitas dessas vagas são ótimas para os freelas. Isso porque, nem sempre as vagas exigem 44 horas de trabalho por semana. Existem vagas que não chegam há 20 horas semanais, o que dá liberdade para o freela de pegar outros projetos.

É claro que, nesses casos, normalmente as empresas buscam por pessoas que queiram ficar um tempo maior no “quadro” de profissionais. Mas, dependendo da negociação que você fizer, pode equilibrar seu tempo entre uma vaga que é meio fixa e projetos paralelos.

Existe um site que é bem bacana para essas buscas, chamado Flex Jobs, que eu já apresentei em um Reels do Instagram. Nesse site, você consegue buscar por vagas de trabalho autônomo bem interessantes. E se você souber falar inglês, pode estender a busca para outros países e até ganhar mais 😉.

Hora de testar as possibilidades!

E então, você está pronto para testar essas possibilidades para encontrar o seu primeiro freela?

A verdade é que não tem nenhuma fórmula mágica: você vai precisar expor seu trabalho, conversar com as pessoas, tentar de diferentes formas, até que uma hora o primeiro projeto vem!

Tenha paciência, tente não ficar tão ansioso (porque isso acaba com o nosso psicológico 😰) e vá construindo um bom portfólio. Nada acontece do dia para a noite, mas eventualmente, um projeto freela acontece. E a partir do primeiro, tudo fica bem mais simples.

Vem me acompanhar nas redes sociais:

Canal no YouTube: /BrunaMarzarotto

Instagram: /bmarzarotto

Linkedin: /brunamarzarotto

Obrigada e até a próxima!

Leia também: Sites freelas para trabalhos administrativos

Quer descobrir como ganhar dinheiro pela internet?
Baixe agora o E-book 100% Gratuito que revela 03 passos fáceis e comprovados para começar a vender como afiliado
Bruna Marzarotto
Bruna Marzarotto
Designer e redatora freelancer, apaixonada por viajar. Compartilho as delícias (e umas poucas dores) de trabalhar como freelancer e o que você pode fazer para ter esse estilo de vida.
Posts Relacionados

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *