Guia do Freela

Melhore o seu portfólio com o uso de palavras-chave

Quer descobrir como ganhar dinheiro pela internet?
Baixe agora o E-book 100% Gratuito que revela 03 passos fáceis e comprovados para começar a vender como afiliado

Índice

Posts Populares
Quer começar sua carreira Freelance?

Clique no botão abaixo e receba um checklist com o passo a passo para iniciar!

Na hora de montar um portfólio de qualidade, que se destaque, muita gente esquece de aplicar uma dica básica: fazer o uso de palavras-chave com estratégia!

Mas afinal, o que significa isso? E como você pode fazer o bom uso de palavras-chave no seu portfólio? 🤔

Para esclarecer essa dúvida e te ajudar a levar o seu material ainda mais longe, ganhando mais destaque em uma busca pelo Google, continue neste artigo ou confira o vídeo abaixo! 👇

Mas antes, o que são as palavras-chave?

Para quem não conhece, palavra-chave é o nome dado ao conceito de um ou mais termos que são utilizados por usuários em suas buscas online.

Também chamadas de keywords, quando alguém faz uma busca no Google, por exemplo, costuma utilizar uma palavra-chave que resume o assunto principal da sua pesquisa.

A forma como um usuário escreve sua pesquisa no Google ou outros mecanismos de buscas, com o objetivo de ter uma resposta, é uma palavra-chave.

Há muito tempo, no mercado da redação para a web, o uso de palavras-chave colabora para posicionar uma página nos principais resultados dos mecanismos de pesquisa.

Aqui, estamos falando de SEO, ou Search Engine Optimization. Por meio de palavras-chave e uma boa estruturação de conteúdo, é possível criar páginas com mais chances de aparecer nos primeiros resultados do Google.

Seguir as técnicas de SEO é algo muito importante para os redatores, que desenvolvem artigos para a internet. Afinal, quando produzimos um conteúdo, o objetivo é que ele apareça bem posicionado no Google, que é onde a maior parte das pessoas pesquisam.

Estratégia SEO

Uma boa estratégia SEO traz mais tráfego orgânico para um site e, consequentemente, mais dinheiro pelos acessos ou mais possíveis negócios que podem ser fechados. 💸

Entretanto, o que nem todo mundo sabe é que essa mesma técnica SEO pode ser replicada em outros sites com buscas – de plataformas de portfólio como o Behance, até o YouTube.

Mas onde tudo isso se encaixa na vivência de um freelancer que não é redator? 😅

Bom, se você tem um portfólio, com certeza vai ter alguma parte descritiva na apresentação dos projetos. Então, com o uso de palavras-chave de modo estratégico, você poderá aparecer mais nas pesquisas de potenciais clientes.

Por onde começar?

Agora que você já sabe o que são as palavras-chave ou keywords, vamos falar sobre colocar algumas técnicas de SEO em ação! 🤗

Para começar, se você ainda não tem um portfólio, pode considerar criar uma página para você, com uma URL personalizada. Um site como “behance.com/bruna“, por exemplo, funciona. Mas, com uma URL personalizada você poderá ser ainda mais específico, como “designerbruna.com“.

Outro ponto interessante da URL é que já existem finais de domínios diferentes do .com.br. Assim, poderia ser o seu nome .design, .tec, enfim.

Só tenha em mente que essa palavra-chave que você incluir na URL corresponda à maioria dos seus temas, que tenha conexão com o trabalho que você realiza. Isso é muito importante dentro das técnicas SEO.

Ainda falando sobre as URLs, se você criar uma página própria para o seu portfólio, como um site, você vai ter um final de URL diferente para cada projeto ou para cada post do blog (já vamos falar sobre blog nos próximos tópicos).

Normalmente, conseguimos personalizar também esses links de publicações. Por exemplo, aqui no Guia do Freela, o endereço de um post é “guiadofreela.com.br/nome-do-post“.

É muito importante que essa sequência depois do endereço URL principal seja bem pensada. Evite usar símbolos como @ ou $, assim como números, como a data do post.

Além disso, faça o uso de palavras-chave relevantes, que conectem com o conteúdo da página em questão.

O conteúdo escrito do seu portfólio

Vamos falar do conteúdo escrito do seu portfólio. Nesse sentido, as dicas a seguir valem tanto para o seu site próprio quanto para páginas em sites de portfólio.

Pense na palavra-chave que o seu cliente pode usar para fazer uma busca e que conecte com o seu serviço. Mas como você pode fazer isso?

Bom, para começar, o próprio Google é uma ferramenta interessante. Se você trabalhar com logo, e digita “fazer logo” no Google, ele traz no preenchimento automático algumas das buscas mais frequentes com essas palavras.

Você também pode usar ferramentas grátis como o Ubersugest. Aqui, se você insere uma palavra, como “logomarca”, consegue ver uma série de pesquisas relacionadas que podem servir de inspiração.

Em publicações de projetos, escolha somente uma palavra-chave para repetir ao longo do seu artigo. Entretanto, essa repetição deve corresponder a menos de 2% do conteúdo total da página.

Para fazer essa “conta”, copie todas as partes descritivas de uma publicação do seu portfólio no Word e veja no contador de palavras qual foi o total. Digamos que tenha dado 500 palavras. 2% de 500 é 10, e como tem que ser menos de 2%, você poderia repetir o termo chave cerca de 6 vezes no seu conteúdo.

É importante tomar cuidado com isso para não cair no chamado Keyword stuffing, algo que eu explico em detalhes no curso Checklist de Conteúdo Web!

Com cerca de 20 aulas e mais ou menos 1 hora e meia de duração, eu mostro como adequar qualquer redação para a internet, seguindo as técnicas de SEO e legibilidade.

É um conteúdo ideal para quem quer trabalhar desenvolvendo artigos ou para quem quer fazer com que os textos se posicionem em melhores posições do Google. Clique no banner abaixo para conhecer mais!

Curso checklist de redação

Um blog para o uso de palavras-chave

Você também pode considerar ter um blog no seu site ou vinculado ao seu perfil de portfólio.

Nesse blog, você vai desenvolver artigos relacionados com o trabalho que você faz. Assim, se um potencial cliente acessá-lo, vai ver o seu contato profissional.

Entretanto, existe um detalhe sobre o conteúdo de blog que é: ele precisa ser original e exclusivo. Nunca copie textos de outras pessoas, porque o Google consegue perceber e penaliza uma página que faz essas “cópias”.

Também preze pela legibilidade de uma publicação. Ou seja, trabalhe com títulos e subtítulos, fazendo o uso de palavras-chave, em uma estrutura que seja simples e acessível de ler.

uso de Palavras-chave em blog

Caso você não queira ter um blog, você pode criar conteúdo escrito em páginas de redes sociais, como Instagram e Linkedin. Sites como o Medium também são interessantes, pois permitem publicações de qualquer pessoa.

Além disso, use suas contas para direcionar tráfego de volta para o seu site de portfólio. Ou seja, na sua bio do Instagram, é aconselhável que você coloque o link do seu portfólio.

Você também deve otimizar adequadamente sua bio com o uso de palavras-chave que tenham a ver com o seu serviço. É válido até mesmo incluir a cidade que você mora ou pelo menos o país!

Nas redes sociais, também vale usar as hashtags como palavras-chave. Como eu mostrei no post sobre como conseguir trabalho pelo Instagram, muita gente encontra o que procura pela busca de hashtags. 😉

E claro, tanto nas suas redes sociais quanto no seu perfil de portfólio, mantenha-se criando conteúdo com alguma frequência. Dessa forma, você vai alimentando a sua página com as palavras-chave relacionadas, como se você estivesse dando “força” para o seu site como um todo.

Palavras-chave em tudo!

Em resumo, você pode e deve usar as palavras-chave no seu portfólio! Produza conteúdo, tenha partes descritivas do seu portfólio, estude sobre o uso de palavras-chave e insira esses termos naquilo que você escrever.

Por mais que isso pareça trabalhoso ou um detalhe desnecessário, tenha em mente que é um esforço que pode valer muito a pena.

Especialmente porque usar técnicas SEO é útil para o tráfego orgânico, ou seja, você poderá receber visitas de potenciais clientes sem precisar fazer anúncios pagos. Uma ótima ideia, não é mesmo?

Vem me acompanhar nas redes sociais:

Canal no YouTube: /BrunaMarzarotto

Instagram: /guiadofreela_

Linkedin: /brunamarzarotto

Obrigada e até a próxima!

Leia também: Erros de portfólio que você pode estar cometendo

Quer descobrir como ganhar dinheiro pela internet?
Baixe agora o E-book 100% Gratuito que revela 03 passos fáceis e comprovados para começar a vender como afiliado
Bruna Marzarotto
Bruna Marzarotto
Designer e redatora freelancer, apaixonada por viajar. Compartilho as delícias (e umas poucas dores) de trabalhar como freelancer e o que você pode fazer para ter esse estilo de vida.
Posts Relacionados
Homem com semblante preocupado enquanto olha para a tela do notebook. Com uma mão ele segura o mouse, e com a outra apoia a cabeça. Ele está sentado em uma cadeira, em frente a uma mesa. Ao fundo, uma sala de estar.
Carreira freela
Não consigo freelas, e agora?

Você preparou seu portfólio, se cadastrou em sites freelancers e, ainda assim, está dizendo “não consigo freelas”? Calma, tem solução!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *