Guia do Freela

Freelancer: como funciona, o que é preciso e como começar

Quer descobrir como ganhar dinheiro pela internet?
Baixe agora o E-book 100% Gratuito que revela 03 passos fáceis e comprovados para começar a vender como afiliado

Índice

Posts Populares
Quer começar sua carreira Freelance?

Clique no botão abaixo e receba um checklist com o passo a passo para iniciar!

Talvez você tenha conhecido o termo “freelancer” pesquisando sobre maneiras de fazer uma renda extra. Mas você sabia que milhares de pessoas ganham a vida sendo freelas em tempo integral? Quando se trata de freelancer, como funciona esse trabalho e como começar são itens fundamentais para se saber!

De fato, trabalhar por conta própria é uma realidade para várias pessoas, mas existem desafios. Por isso, se você está pensando em entrar para o mundo dos freelas, precisa começar buscando informação.

Assim, neste artigo especial, você vai saber tudo o que precisa sobre o que é freelancer: como funciona, o que é preciso fazer e como começar.

Ah, e fique até o final da leitura para conferir dicas extras e rápidas para viver de freela!

O que é freelancer?

Que tal começarmos pelo básico? Vamos falar sobre o que significa ser freelancer!

Para quem não conhece, freelancer é um termo usado para identificar um profissional independente ou autônomo, que oferece seus serviços para várias empresas ou clientes em projetos específicos.

Os freelancers geralmente não são empregados em tempo integral por uma única empresa, mas em vez disso, são contratados por projetos específicos com base nas suas habilidades e experiência.

No setor de trabalho, os freelancers podem atuar em diversas áreas, embora seja mais comum que esses segmentos estejam vinculados com tecnologia. Alguns exemplos de profissões freelas são: design gráfico, redação, programação, marketing digital, consultoria, tradução, entre outras.

Além disso, os freelas têm a flexibilidade de escolher os projetos nos quais desejam trabalhar, definir seus próprios horários e, em alguns casos, até mesmo determinar suas taxas de remuneração.

Homem jovem, sentado em seu escritório, escrevendo em um notebook. Ele sorri para a tela do notebook e parece estar feliz. O ambiente é claro, com janelas amplas. Há um porta-canetas próximo a ele.

Como funciona ser freelancer?

Sabendo o que é freelancer, como funciona é a próxima questão que precisamos esclarecer!

Para começar, é preciso entender que o freelancer é um profissional que trabalha por conta própria. Isso significa que a pessoa consegue estabelecer um formato de trabalho único, seja no quesito serviço em si, ou mesmo nos horários de atendimento.

Entretanto, existem alguns aspectos que são comuns para todos os freelas, independentemente do ramo de atuação ou dor formato de trabalho.

Inicialmente, o trabalho de um freelancer é demonstrado por meio de um portfólio. No portfólio, temos exemplos de projetos desenvolvidos anteriormente, que ajudam os clientes a optarem por um profissional.

Esses clientes, por sua vez, conseguem chegar até um freela de diferentes maneiras. Além dos sites freelas, que se dedicam a unir potenciais clientes com freelancers, é possível divulgar seu trabalho por meio das redes sociais ou de um site próprio.

Outro ponto de destaque é que, normalmente, o freela precisa prospectar clientes e projetos. Freelancers com mais experiência muitas vezes conseguem montar uma “carteira” de consumidores, mas a fase de prospecção ativa é uma constante para esses profissionais.

Além disso, não podemos deixar de lado o aspecto administrativo da profissão freela. Esse profissional precisa administrar prazos, fazer o atendimento ao cliente, estabelecer preços, cuidar das finanças, enfim.

Uma boa forma de entender o freelancer, como funciona na prática, é pensar no freela como uma pequena empresa. É como se todos os setores de um negócio fossem realizados pela mesma pessoa, numa proporção menor.

Mulher em ambiente de escritório. Ela está falando ao telefone, enquanto olha e aponta para o notebook que está aberto ao seu lado. Ela sorri, demonstrando felicidade. à sua frente, existem papéis de trabalho. A mulher usa óculos.

O que é preciso?

Antes de se iniciar o seu projeto freela e mergulhar de cabeça nesse universo, saiba que pode ser importante dedicar algum tempo para se preparar.

Nesse sentido, existem habilidades profissionais e habilidades interpessoais que são essenciais para ter uma boa experiência como freela.

Vale frisar que nenhuma dessas habilidades são obrigatórias. Ou seja, não ter ou saber algo não te impede de ser um freelancer. Entretanto, se você puder se preparar para reunir esses elementos antes de começar, provavelmente, terá mais tranquilidade na construção da sua carreira freela.

E quais são esses itens?

Habilidades Profissionais:

  • Habilidades Técnicas: Possuir habilidades específicas na área em que você deseja oferecer seus serviços.
  • Experiência: Ter experiência prática e um portfólio sólido que demonstre suas habilidades e trabalhos anteriores.
  • Gestão de Tempo: Ser capaz de gerenciar eficientemente seu tempo para cumprir prazos e equilibrar vários projetos.
  • Organização: Manter-se organizado em termos de documentação, comunicação e acompanhamento de projetos.
  • Aprendizado Contínuo: Estar disposto a aprender e se adaptar às mudanças no mercado.

Habilidades Interpessoais:

  • Comunicação Eficaz: Ter habilidades de comunicação claras e eficazes é crucial para entender as necessidades dos clientes e transmitir suas ideias.
  • Negociação: Ser capaz de negociar termos contratuais, prazos e remuneração de maneira justa.
  • Empatia: Entender as necessidades do cliente e responder de maneira adequada.
  • Flexibilidade: Ser flexível para se adaptar a diferentes tipos de projetos e mudanças nas demandas do mercado.
  • Construção de Rede: Construir e manter uma rede de contatos profissionais pode resultar em oportunidades de trabalho.
  • Lidar com o Emocional: Freelancers frequentemente enfrentam períodos de incerteza em termos de fluxo de trabalho. Desenvolver resiliência é fundamental para superar esses desafios.

Como começar?

Se você ficou com vontade de começar a ser freela, pode estruturar uma sequência de ações para tirar o projeto do campo das ideias e colocá-lo em prática!

Assim, uma dica para te ajudar nessa missão de ser freela é acompanhar alguns vídeos especiais do Guia do Freela! Nessa playlist, você vai encontrar vários vídeos diferentes que te ajudam a iniciar nesse formato de trabalho.

Mas que tal um resumão de todo esse conteúdo dos vídeos?

De forma geral, a primeira ação que você deve tomar é identificar suas habilidades e paixões para saber o que você pode oferecer para o mercado.

Nesse sentido, vale tanto usar seu conhecimento e formação prévia, quanto pensar em algo que você gostaria de trabalhar e está disposto a estudar mais a respeito. Esse será seu nicho de atuação!

Com o nicho de atuação definido, comece a construir o seu portfólio. Você pode selecionar projetos que já desenvolveu (seja em seu trabalho atual, em estudos e afins), ou criar projetos para treinar suas habilidades e compor seu portfólio.

Nesse ponto, você também pode começar a pensar nos preços que você vai cobrar pelos seus serviços. Pesquise na internet sobre os valores praticados pelo mercado e considere dar um desconto para seus primeiros clientes, para ganhar experiência.

Depois, você deve criar contas em redes sociais, sites de portfólio e sites freelas para divulgar o seu trabalho. Dedique algum tempo para estruturar tudo isso com qualidade, pensando sempre no que pode chamar a atenção do cliente.

Por fim, prospecte! Seja em sites freelas, pelas suas redes, com seus amigos, na sua cidade: faça movimentos para divulgar os seus serviços. Isso é essencial para conquistar os primeiros clientes.

DICA EXTRA: baixe o checklist freelancer gratuito, que vai te ajudar a colocar todos esses passos em prática!

5 dicas rápidas sobre viver de freela

Ao longo desse conteúdo, você viu um apanhado geral sobre ser freela. Mas será que ainda cabem algumas dicas rápidas sobre viver de freela?

Se sim, confira 5 pontos importantes para você pensar:

  1. Diversifique suas Fontes de Renda: Não dependa apenas de um cliente ou tipo de projeto. Diversificar suas fontes de renda pode ajudar a suavizar períodos de menor demanda.
  2. Estabeleça Limites de Trabalho e Lazer: Defina horários de trabalho claros e evite a tentação de trabalhar constantemente. Estabelecer limites ajuda a evitar o burnout.
  3. Construa e Mantenha uma Rede de Contatos: Invista tempo na construção de relacionamentos profissionais. A recomendação boca a boca pode ser uma poderosa fonte de oportunidades.
  4. Mantenha-se Atualizado em Relação às Tendências do Mercado: Esteja ciente das mudanças na indústria e adquira novas habilidades conforme necessário. A adaptação é crucial para o sucesso a longo prazo.
  5. Priorize a Gestão Financeira: Mantenha uma gestão financeira sólida. Separe suas finanças pessoais das profissionais, tenha um fundo de emergência e esteja atento aos impostos.

Lembre-se de que o sucesso como freelancer geralmente leva tempo e paciência.

Seja persistente, busque oportunidades constantemente e adapte-se conforme necessário. Construir uma reputação sólida e relações de longo prazo com os clientes é fundamental para o crescimento sustentável como freelancer.

Vem me acompanhar nas redes sociais:

Canal no YouTube: /BrunaMarzarotto

Instagram: /guiadofreela_

Obrigada e até a próxima!

Leia também: Como fazer um bom portfólio?

Quer descobrir como ganhar dinheiro pela internet?
Baixe agora o E-book 100% Gratuito que revela 03 passos fáceis e comprovados para começar a vender como afiliado
Bruna Marzarotto
Bruna Marzarotto
Designer e redatora freelancer, apaixonada por viajar. Compartilho as delícias (e umas poucas dores) de trabalhar como freelancer e o que você pode fazer para ter esse estilo de vida.
Posts Relacionados
Homem com semblante preocupado enquanto olha para a tela do notebook. Com uma mão ele segura o mouse, e com a outra apoia a cabeça. Ele está sentado em uma cadeira, em frente a uma mesa. Ao fundo, uma sala de estar.
Carreira freela
Não consigo freelas, e agora?

Você preparou seu portfólio, se cadastrou em sites freelancers e, ainda assim, está dizendo “não consigo freelas”? Calma, tem solução!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *