Guia do Freela

Como começar a trabalhar por conta própria

Quer descobrir como ganhar dinheiro pela internet?
Baixe agora o E-book 100% Gratuito que revela 03 passos fáceis e comprovados para começar a vender como afiliado

Índice

Posts Populares
Quer começar sua carreira Freelance?

Clique no botão abaixo e receba um checklist com o passo a passo para iniciar!

A vontade de ser freelancer e começar a trabalhar por conta própria pode te acompanhar há algum tempo.

E você já pensou em colocar esse projeto em prática nos próximos meses? 🤗

Se você quer começar a trabalhar por conta própria, mas não sabe muito como começar, este artigo está repleto de dicas preciosas!

E, se você preferir, pode acompanhar todo esse conteúdo no vídeo abaixo! 👇

Mudando de carreira

Quando se trata de transição de carreira, de começar a trabalhar por conta própria, o que faz toda a diferença é o planejamento.

No meu caso, por exemplo, quando eu resolvi largar meu emprego de analista de marketing pleno para ser freela, levei de 6 a 7 meses entre planejar e colocar o projeto em prática.

Porém, o fato é que nem todo mundo que vai começar a trabalhar por conta própria está em um emprego fixo nesse momento.

Por isso, se você não está trabalhando e quer ser freelancer, pode pular para o próximo tópico desse artigo. 😀

Agora, se você está trabalhando registrado, continua comigo que a próxima dica é para você! 👇

Antes de sair pedindo demissão do seu trabalho amanhã, é preciso respirar fundo e manter a calma. 😪 Afinal, é bem provável que a partir do momento que você saia do seu trabalho atual, o seu rendimento financeiro mensal caia.

Então, tem algumas coisas que você precisa fazer antes de largar o trabalho formal.

Primeiro, é preciso analisar o seu custo de vida. 💸 Ou seja, o quanto você gasta por mês para se manter.

Você precisa incluir nessa equação desde contas básicas, como aluguel e energia elétrica, até passeios que você costuma fazer. Essa conta vai te dar uma base do mínimo que você precisa receber como freelancer para não sentir tanto “impacto” na transição.

Depois, observe se você tem uma reserva de emergência. Isso também é essencial para qualquer freelancer, já que trabalhar por conta própria não te dá uma certeza de rendimento fixo por mês.

Cat Money GIF - Find & Share on GIPHY

Finalmente, pense no que exatamente você gostaria de trabalhar, qual nicho você consegue oferecer os seus serviços.

E no meio disso tudo, não saia do seu emprego ainda, tá? Esse não é o momento. 🖐️

Entendendo o nicho escolhido

Nesse momento, é possível que você já tenha identificado onde você quer trabalhar, o seu nicho de atuação.

Agora, é hora de fazer uma boa pesquisa sobre o trabalho que você vai oferecer. 🔍

Aqui, tente absorver o máximo de informações sobre como é o mercado, o que normalmente está incluso em pacotes de serviços, quem são os profissionais que também atuam na área, enfim.

Looking The Loud House GIF by Nickelodeon - Find & Share on GIPHY

Nessa pesquisa, você pode aproveitar os grupos de Facebook focados em nichos para conversar com as pessoas e analisar como esses profissionais enxergam o mercado. Mas tenha um pouco de “filtro”: você vai encontrar muita gente reclamando – como em toda área profissional.

Uma boa forma de medir o quanto um mercado é aquecido é pesquisar vagas em sites freela, como Upwork, Workana, etc. 

Se você digitar um tipo de trabalho nesses sites e pesquisar, certamente vai ter uma noção de qual é a demanda pelos resultados apresentados. 😊

É possível que, nesse momento, você perceba que o que você queria oferecer como serviço não tenha tanta demanda.

Mas tem mais uma etapa ainda antes de você tomar qualquer decisão.

Pegando freelas

A próxima fase é começar a pegar alguns freelas. No vídeo abaixo, dei algumas dicas de como pessoas sem experiência podem conseguir seu primeiro projeto 👇

Mas, resumidamente, o que você precisa fazer nessa etapa é testar se você consegue pegar freelas.

Para quem ainda está registrado, trabalhando para uma empresa, essa fase de teste permite sentir a realidade do mercado antes de pedir demissão.

Você pode encontrar freelas em sites de vagas, em grupos do Facebook ou Instagram, oferecendo seus serviços nas suas redes sociais, enfim.

Tente encontrar trabalho diariamente e vá testando também o seu discurso de contato para vender. Demora um pouquinho até a gente acertar o tom.

Se você se dedicar, não ter vergonha de se divulgar e buscar oportunidades, provavelmente você vai conseguir alguns freelas.

E então, para pessoas trabalhando em regime CLT, quando esses freelas já conseguirem pagar o seu custo de vida, você pode pedir demissão. 🥳

Happy The Simpsons GIF by FOX International Channels - Find & Share on GIPHY

Agora, se você se dedicou e percebeu que o nicho que você escolheu não tem demanda ou é muito concorrido, vale tentar pensar em alternativas.

Hoje, existem várias profissões para freelas que pagam bem, mas exigem que você se prepare. Alguns exemplos são: desenvolvedor de sistemas, web designer, gestor de tráfego pago e afiliado digital.

Além disso, lembre-se de ir montando um portfólio, seja ele em uma plataforma de uma área específica, em um site ou na sua rede social. Esse material ajuda a chamar a atenção dos clientes e mostrar o seu trabalho.

Com o tempo, a tendencia é que encontrar trabalhos fique mais simples. Mas “se vender” é algo que um freelancer precisa fazer sempre.

Então, se essa parte de prospectar não faz a sua cabeça, talvez você precise repensar toda a ideia de ser freelancer.

Uma dica final

Por fim, aqui vai a dica final que você precisa carregar com você em todas as etapas: Não conte para ninguém sobre sua decisão de ser freela. 🙊 A menos que você saiba que a pessoa vai te dar suporte ou vai poder te ajudar, nem que seja com conselhos.

Isso porque, trabalhar por conta própria ainda é algo que muita gente acha complicado.

Então, dependendo da pessoa que você compartilhar esse projeto, é possível que você acabe ouvindo milhões de motivos para não seguir com o seu objetivo e isso é bem desanimador.

E sim, ser freela tem seus desafios, é instável, mas isso acontece em toda profissão. Se você conseguir se planejar e criar uma boa imagem com seus clientes, você será capaz de ser bem-sucedido.

Vem me acompanhar nas redes sociais:

Canal no YouTube: /BrunaMarzarotto

Instagram: /bmarzarotto

Linkedin: /brunamarzarotto

Obrigada e até a próxima!

Leia também: 9 ideias de trabalho freelancer

Quer descobrir como ganhar dinheiro pela internet?
Baixe agora o E-book 100% Gratuito que revela 03 passos fáceis e comprovados para começar a vender como afiliado
Picture of Bruna Marzarotto
Bruna Marzarotto
Designer e redatora freelancer, apaixonada por viajar. Compartilho as delícias (e umas poucas dores) de trabalhar como freelancer e o que você pode fazer para ter esse estilo de vida.
Posts Relacionados

3 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *